Piloto de Nível I

O curso de piloto de parapente de nível 1 é o único obrigatório para se tornar piloto autónomo.

1ª fase – Tipologia e objectivos

Parte prática : Objectivos

Nesta fase o aluno tem uma introdução ao parapente fazendo um voo em bilugar. Toma contacto com a asa monolugar e inicia a prática de destrezas e controlo da asa com os pés assentes no solo. Seguem-se os primeiros voos baixos de adaptação e voos planados junto ao solo.

Parte teórica: Objectivos

Na vertente teórica  o aluno começa a conhecer a nomenclatura do equipamento de parapente. Adquire conhecimentos básicos de aerodinâmica e aerologia, e adquire conhecimentos sobre segurança em Parapente. Aprende a técnica do inflado de frente (alpino).  Aprende a descolar em pendente de escola. Aprende a aterrar.

 

2ª fase – Tipologia e objectivos

Iniciação ao Voo planado. Voo Planado com altitude e distâncias suficientes para manobrar a asa. Prática de destrezas no solo. Técnica de inflado reverso. Nesta fase o aluno faz o aperfeiçoamento das destrezas no solo.  Executa voos planados directos de desníveis superiores. Adquire novos conhecimentos teóricos de meteorologia básica, segurança, legislação aeronáutica e regras de voo. Aprende a fazer um plano de voo. Ganha progressivamente maior autonomia de voo.

 

3ª fase – Tipologia e objectivos

Aperfeiçoamento e autonomia. Voo Dinâmico em permanência. Esta é a última etapa da formação do piloto. O aluno aprende a voar em ascendente dinâmica com origem em ar ascendente originado numa encosta, falésia ou duna, por acção de vento laminar ou de restituição térmica. O aluno efectua os primeiros voos de permanência, com altura confortável em relação ao terreno, obstáculos e tráfego aéreo. Adquire competências necessárias ao voo sem acompanhamento por parte do instrutor. Aprende a dominar o voo de permanência dinâmica com durações progressivamente mais longas. Aprende as técnicas básicas de descida rápida. Adquire competências teóricas nas áreas da Meteorologia, Aerologia, Aerodinâmica, Primeiros Socorros, Materiais, Legislação, comportamentos humanos e Regras de Voo.

No final desta etapa e após exame final teórico e prático com aproveitamento realizado pela FPVL, o aluno passa a piloto autónomo, obtendo a  Licença Piloto Nível 1. 

A preparação do exame comporta uma carga horária de matérias teóricas ministradas em sala de aula de 25 horas e que incluem:

 Regulamento Técnico-desportivo de Voo Livre em Parapente
 Generalidades / Nomenclatura / O voo /Comportamentos Humanos/ socorrismo
 Aerodinâmica / Técnica de voo / Segurança
 Meteorologia / Aerologia
 Legislação aeronáutica, (ATC, tipos de espaços aéreos) / Regras / Regulamentos

 

1ª Fase – Iniciação

– Apresentação do equipamento
– Manobras e destrezas no solo
– Voo baixo

Duração:
5 a 7 dias – 10 a 15 voos

Aulas teóricas

– Nomenclatura da asa de parapente.
– Nomenclatura dos seus acessórios.
– Conhecimentos básicos de aerodinâmica e aerologia
– Segurança em parapente
– Aerologia local

Aulas Práticas

– Técnica do inflado de frente
– Descolagem em “pendente escola”
– Técnicas de aterragem.
– Aprender a construir um plano de  voo
– Voos planados directos de desníveis superiores

2ª  e 3ª Fases – Adaptação/Autonomia

– Voos de desníveis superiores
– Voo em ascendente dinâmica
– Piloto autónomo

Duração:
7 a 10 dias – 15 a 20 voos

Aulas teóricas

– Aerodinâmica
– Legislação e regras do ar.
– Meteorologia.
– Primeiros socorros.
– Manobras de emergência
– incidentes de voo.
– Comportamentos humanos.

Aulas práticas

– Adquirir autonomia de voo.
– Iniciação ao voo de ascendente  dinâmica.
– Voos de longa duração em ascendente  dinâmica.
– Técnica de “top landing”
– Técnicas de descida de emergência

As aulas práticas do curso são realizadas nos seguintes locais: Região de Lisboa e Setúbal, Fonte da Telha, Praia do Meco, Praia das Bicas, Sesimbra, Serra da Arrábida, Sintra, Torres Vedras, Nazaré, costa Alentejana, Etc… Na segunda fase do curso recorremos a alguns locais de voo no interior, tais como, Castelo de Vide e Serra da Estrela.

Com o fim do curso, mesmo sentindo confiança e segurança no voo, o piloto continua a ser acompanhado e aconselhado. Escolherá depois o clube onde pretende filiar-se e que melhor corresponder ao seu interesse e proximidade.


Venha aprender a voar com toda a segurança e confiança.

UonAir, porque voar… É mágico!