fbpx

Piloto de Bilugar

O curso de piloto de bilugar é um patamar do parapente em que o piloto desenvolve competências que lhe permitem levar passageiros, Implicando elevado grau de competência e atenção redobrada com as questões de segurança. O piloto tem que estar consciente da sua  responsabilidade, e de que a segurança e o prazer do passageiro se sobrepõem ao prazer pessoal de voar.

Segundo a lei portuguesa temos a possibilidade de voar em bilugar para efectuar voos de instrução.

Ser Piloto de Bilugar significa ter a oportunidade de dar a conhecer de forma prática o voo livre em parapente ao público em geral.

Significa também que o piloto tem a responsabilidade de controlar uma aeronave onde o seu passageiro está completamente dependente das decisões que toma.

Esta qualificação requer que o piloto tenha bastante experiência e excelentes capacidades de avaliação das condições de voo. Conhecimento do terreno, da meteorologia ou dos comportamentos de uma asa diferente daquele que usa em voo monolugar são competências essenciais para um voo seguro e agradável. De igual forma, o piloto de bilugar deve adquirir competências psico-sociais especificas para o voo com passageiros e toda a envolvência  relacionada com o voo duplo de bilugar.

O averbamento de piloto de bilugar implica uma aprendizagem das especificidades do voo em bilugar junto de uma escola credenciada.

A UonAir – Escola de Parapente,  ministra cursos de piloto de parapente de bilugar, disponibilizando equipamentos de última geração e um plano de execução do curso envolvendo as componentes teóricas e práticas necessárias à obtenção da respectiva licença,  que garantam a formação de pilotos que, para além do domínio das técnicas de descolagem, voo e aterragem, possuam e transmitam a segurança necessária ao transporte de passageiros. Para que o passageiro possa usufruir do prazer de voar, o piloto tem que se focar sobretudo nas questões de segurança e do prazer dos passageiros.

Uma asa de bilugar exige mais espaço para descolar e aterrar, tem reacções mais lentas e mais fortes devido à massa e por consequência à inércia do conjunto. Em certos locais não é possível percorrer as mesmas distâncias em bilugar que percorremos em mono.

Estas características inerentes a uma asa muito maior do que uma asa mono requerem atenção especial.

Tipologia e objectivos

  • Semelhanças e diferenças no voo de parapente em mono e em bilugar
  • Análise da aerologia, topografia e particularidades do local
  • Aspectos psico-sociais do voo livre. O piloto e o passageiro.
  • A assistência: pressões, efeito de grupo e obstáculos.
  • As ajudas: que tipo de ajudas deveremos aceitar?

Venha aprender a voar com toda a segurança e confiança

UonAir, porque voar… É mágico!